logo-transparente.png
Fundo Blog_mascara.png

LinkedIn: como utilizar o networking ao seu favor?

Não tem como falar de Networking sem também falar sobre o LinkedIn. A empresa foi criada em 2003 justamente para isso: sua missão é conectar profissionais de todo o mundo, focando o crescimento de suas carreiras. Só que antes de você arregaçar as mangas e começar a se conectar com todos esses profissionais do mundo todo, se pergunte: seu perfil nessa rede social está te deixando em evidência?



Peguei vocês com essa pergunta né? Mas calma, nem tudo está perdido! Aqui vai quatro dicas rápidas para você deixar seu LinkedIn tinindo:


Habilidades no Título

Quando recrutadores pesquisam por candidatos no LinkedIn, eles vão sempre usar palavras chave. Eles nunca (NUNCA mesmo) vão pesquisar por ‘pessoas que estejam procurando emprego’ então realmente não coloque isso na descrição do seu perfil:


Ao invés disso, facilite a vida do recrutador: coloque suas principais habilidades na cara delx! Selecione as suas 3 principais habilidades e coloque-as (🧐) no subtítulo, separando por uma barra vertical. Ficaria mais ou menos assim:


Bem melhor né?


Foto de Perfil e Cover photo

Uma foto mais ‘profissional’, sorrindo, tomada banho, passado perfume sempre ajuda, não vamos negar. No entanto, acho que a grande estrela que quase sempre passa despercebida é a cover photo, a foto que fica ao lado da foto de perfil e de formato retangular.


Por que ela é tão importante? Da mesma forma que o currículo, cada centímetro quadrado do LinkedIn tem de contar pontos ao seu favor. A cover photo ocupa em torno de 10% da área do seu perfil, o que torna ela valiosíssima!!! 💎


Como melhor utilizá-la? Depende. Se você estiver vestindo a camisa da sua empresa, geralmente existe alguma recomendação que tipo de imagem deve ser colocada, geralmente algo com a identidade visual da empresa como um todo. Se você estiver na luta, nossa dica é a seguinte: nuvem de palavras!


Nuvens de palavras são exatamente o que o nome descreve: um aglomerado de palavras chave, representados graficamente no formato de nuvem. A ideia aqui é pegar as principais palavras chave do seu currículo (suas habilidades, suas experiências, coisas relacionadas a sua profissão) e criar uma cover photo com elas. Assim, quando alguém visitar sua página, vai ver de cara o que você tem a oferecer! Ficaria mais ou menos assim ó:



Conteúdo


Embora as dicas #1 e #2 sejam mega importantes, não são as reais estrelas do seu LinkedIn. Tal qual o currículo, a coisa mais importante aqui é o conteúdo, como você coloca suas experiências em evidência e destaca suas conquistas. Como faz isso? Muito simples: usa o método STAR!!


Não vamos repetir tudo de novo né, então dá uma olhada aqui. Se você já fez todo o processo para o seu currículo, melhor ainda! Basta copiar e colar em cada experiência do LinkedIn.


Resumo

Deixamos essa dica por último porque ela é realmente a cereja no topo do bolo. O resumo (ou ‘Sobre’) deve ser a última parte a ser escrita porque ela vai literalmente resumir em pouquíssimas palavras a sua trajetória, dando os pontos mais macros (algo que só fica fácil de se ter uma visão uma vez que você tenha feito todo o resto), adicionando um toque de personalidade (pense que essa é a chance do recrutador ‘gostar’ de você e querer te conhecer!) e, se possível, um call to action. Ufa! Muita coisa né? Mas vale a pena, prometemos. Olha aqui um exemplo:


Um pensador fora-da-caixa, apaixonado por tecnologia, que soluciona problemas com uma abordagem orientada a dados. Dentro das indústrias automobilística e de tecnologia, minhas experiências anteriores incluem gerência de projetos, vendas, e gestão de marketing e experiência do cliente, além de criação e estreitamento de relações com a alta gerência. Caso queira entrar em contato, meu email é xxx

Beleza! Meu LinkedIn está tinindo. E agora?

Agora é só correr para o abraço! Use das dicas de networking nesse artigo e tente colocá-las em prática através do LinkedIn. Tem alguma empresa que te interessa pra caramba? Dá uma olhada nas pessoas que trabalham na sua área de interesse e chama (manda um inbox) para um café virtual.


Mas Carreira sem Frescuras, eu sou tímidx! Não tenho coragem de fazer isso!


Repita comigo, jovem paddawan: Quem não chora, não…

Brincadeiras a parte, para ajudar na sua timidez, vai uma dica valiosa:


Você tem de entender que, ao se colocar no risco de fazer um cold call, vai ter gente que simplesmente vai ignorar você. Faz parte. Para diminuir essa chance, sempre chegue em alguém com um objetivo definido: na mensagem, diga qual seu interesse na empresa e fale um pouquinho (mas pouquinho mesmo) do porquê de você achar que seria um bom fit; termine então chamando a pessoa para um papo de meia hora ou algo nesse limite para falar um pouco da experiência dela na empresa e na área. E voilá: networking feito com sucesso.

Posts recentes

Ver tudo