logo-transparente.png
Fundo Blog_mascara.png

Saiba tudo sobre a carreira de Policial


No Profissões sem Frescuras de hoje, falamos com Guilherme Carneiro, 23 anos, que nos contou um pouco sobre sua carreira como Oficial da Polícia Militar. Confere aí!



Qual a sua profissão? Oficial da Polícia Militar


Conta pra gente um pouco de quem você é, da sua história! Eu sou o Guilherme, tenho 23 anos e sou Oficial de Polícia Militar no Estado do Paraná. Tive uma formação muito voltado para a área militar, desde a infância. Meu pai é militar do exército, e estudei a maior parte da minha vida em Colégio Militar. Aos 16 anos, durante o terceiro ano do ensino médio, prestei concurso para todas as possíveis carreiras militares (listando aqui EsSA, EEAr, AFA, EsPCEx, ITA, IME), inclusive o da PMPR, que utiliza o vestibular da UFPR como concurso. Cheguei a fazer um cursinho a noite, para complementar o estudo do terceiro ano.


Fui aprovado na EsSA, EEAr, EsPCEx e no vestibular da UFPR. Ao valorar os prós e contras de cada carreira, optei por seguir o caminho da Polícia Militar. Ingressei no Curso de Formação de Oficiais em 2014, e após três anos de formação em tempo integral, fui declarado Aspirante à Oficial em 2016. Desde então, atuei na capital e interior do estado do Paraná, tanto em funções operacionais quanto em funções administrativas. Posteriormente cursei Direito e realizei uma Pós Graduação em Ciências Jurídicas e Direito Militar.


Em uma frase, o que na sua profissão te deixa assim?

"Acompanhamento Tático em andamento!"


Como você se descobriu nessa carreia? Quem te inspirou?

Eu me descobri durante o curso. A realidade policial você só descobre depois que você está imerso no contexto. E aos poucos você se apaixona pela profissão, pelo o que ela representa para a sociedade e a relevância do serviço no dia a dia do cidadão. Quanto a inspiração, meu pai foi essencial para querer a carreira militar. Mas da parte da polícia não houve apenas uma pessoa. São diversas histórias de diversos policiais que te inspiram a seguir a carreira.


Qual é o processo para iniciar uma trajetória como policial? Cada Polícia Militar tem seu processo seletivo. É necessário buscar o edital para ver os requisitos de cada uma. Outro ponto que necessita de atenção é a necessidade ou não de curso superior para ingressar. Vou me ater ao processo que eu passei na PMPR. O primeiro passo é realizar a inscrição no vestibular da UFPR e na opção de curso selecionar o CFO - PM.


O vestibular é composto por duas fases: a primeira é a prova objetiva (agora com 90 questões), e a segunda é discursiva (no caso do CFO, é cobrado apenas as redações). Sendo aprovado nas duas fases do vestibular, existem mais 4 etapas: entrega de documentos solicitados, entrega dos exames de saúde, realização do teste físico e realização do teste psicológico. Aprovado nessas etapas, o candidato é convocado para tomar posse do cargo. Finalizada a parte burocrática, inicia-se o curso de formação de oficiais, que tem a duração de três anos. Ao final, o cadete é declarado aspirante a oficial e é designado para um dos diversos batalhões do estado do Paraná.


Como é o dia-a-dia de um policial? Aqui entra o termo "Diversas profissões em uma carreira só". O dia a dia depende muito da função que o oficial exerce. São diversas áreas de atuação, tanto operacional (incluindo o patrulhamento ostensivo motorizado, comando de aeronaves, comando de esquadrões de policiamento montado, patrulhamento em fronteira, dentre outras) quanto administrativa nas diversas áreas da gestão (pessoal, financeiro, logístico, planejamento, dentre outras). A beleza da profissão é justamente você poder se manter em uma função ou migrar entre elas quantas vezes achar necessário, trabalhando em diversas áreas com grandes diferenças entre elas.


Quais os principais desafios? O principal desafio é ter inteligência emocional para lidar com as pessoas, tanto com o público interno quanto externo. Ninguém chama o policial pra ir ver uma situação boa (salvo raras exceções). Quando alguém solicita a presença policial é para solucionar algum conflito ou atuar perante alguma infração penal.


Assim sendo, quando você tem que atuar restringindo direitos de terceiros, é necessário ter o controle emocional para agir com proporcionalidade. Com o publico interno da mesma forma, pois existem diversas pessoas sob sua responsabilidade, e você deve saber gerenciar as intercorrências e as individualidades para que a missão seja cumprida da melhor forma.


O que alguém precisa pra ser bem sucedido nessa profissão? Respeitar fielmente os princípios da Hierarquia e Disciplina. Ter amor a profissão, pois ser policial no Brasil nos dias de hoje não é uma tarefa fácil. E tem que ter ciência que a profissão obriga ao denominado “Tributo de sangue”, ou seja, ao se formar, o Oficial presta o juramento, do qual extraio o seguinte trecho: "votar-me inteiramente ao serviço do Estado e de minha Pátria, cuja honra, integridade e instituições, defenderei com o sacrifício da própria vida".


Quais habilidades você teve de desenvolver? Fora as habilidades profissionais atinentes a prática operacional policial militar, foi necessário trabalhar a interação interpessoal, visto que o trabalho essencialmente envolve lidar com diversos estratos sociais. Além disso, foi necessário me atualizar com frequência sobre os dispositivos legais e administrativos para que sempre fosse possível a tomada de decisão pautada na legalidade.


Qual a dica de ouro que você tem pra quem quer começar nessa carreira? Muito estudo, sem deixar de lado a atividade física. O concurso é muito concorrido e são poucas vagas. E é necessário refletir se possui o perfil para atuar em uma atividade policial.


Gostou? Curte e compartilha com aquele amigo que quer fazer essa profissão!!

Posts recentes

Ver tudo